Archive Page 2

08
jan
14

Diamantes…

Para começar bem o ano de 2014…

Diamantes

Diamantes

Shine bright like a diamond!

Aprendemos na escola que o diamante nada mais é do que a forma alotrópica do carbono . E que  apenas difere do grafite por causa de sua estrutura cúbica.

Verdade absoluta de um ser desapegado!

O diamante, também conhecido como brilhante (acho que não preciso explicar o porquê) é um elemento e é considerado imperecível por não haver nada comparável à sua dureza, vindo daí a famosa frase “Os diamantes são eternos.” E por isso recebeu este nome; do grego inconquistável, indomável.

Pasmem: apenas 20% da produção mundial de diamantes é utilizado na joalheria!  A maioria deles tem utilidade industrial, tipo coroas de perfuratrizes de sondagem, fresadoras, ferramentas de vidraceiros, etc…

disco diamantado corta vidro

disco diamantado corta vidro

Suas excepcionais qualidades físicas, de dureza, limpidez, fazem o diamante o símbolo maior da perfeição.

Levados em conta o peso (carat), a cor (colour), a lapidação (cut) e a pureza (clarity) estes são os Cs que determinam o valor de um diamante.

Existem diamantes de todas as cores. Os mais frequentes são os de tonalidade amarelada. Na graduação, são incluídos na categoria dos incolores,

Diamante branco

Diamante branco

a menos que seu tom seja amarelo forte.

Diamantes amarelos

Diamantes amarelos

Os diamantes chamado fancy diamonds , que possuem uma coloração acentuada, como o verde (muito raro),

Diamante verde

Diamante verde

o vermelho,

Diamante vermelho

Diamante vermelho

azul,

Diamante azul

Diamante azul

violeta,

Diamante violeta

Diamante violeta

e o amarelo, alcançam altos valores. Existem também marrons

Diamante chocolate

Diamante chocolate

e os pretos…

Diamante negro

Diamante negro

Ah, não posso me esquecer do diamante rosa, o mais raro e mais valioso!

Diamante rosa

Diamante rosa

E já que entramos neste assunto de raros e valiosos, não posso deixar de mencionar os diamantes mais famosos do mundo (mais incríveis também)…

O diamante Hope com seus 45,52 quilates (pense que um anel de noivado poderosíssimo tem, em média 2,5 quilates)…

Diamante Hope

Diamante Hope

O Koh -i-Noor (significa montanha de luz) com  seus 108,92 quilates, que adorna a coroa da Rainha Elizabeth II e encontra-se exposto na Torre de Londres. Local com um acervo incrivelmente maravilhoso ao qual já tive o imenso prazer de visitar.

Koor-i-Noor Diamond

Diamante Koor-i-Noor

E o mais, mais tudo de todos o Cullian com seus 530,20 quilates, também conhecido como a Estrela do Oriente que adorna o cetro dos reis da Inglaterra…

Diamante Cullinan

Diamante Cullinan

Também faz parte da exposição permanente da Jóias da Coroa da Inglaterra na Torre de Londres  http://www.hrp.org.uk/TowerOfLondon/stories/crownjewels   que é simplesmente imperdível para quem visita Londres (DeiADica).

Poderia passar muito, muito mais tempo falando sobre diamantes, pois além de os amar, como a maioria das mulheres, sei que muitos tem muitas dúvidas. Mas deixemos para um próxima…

Shine bright like a diamond …

06
dez
13

Jóia Pássaros Selvagens

Andrea Crivellari

Andrea Crivellari

“Creio que ele se aproveitou de uma migração de pássaros selvagens para fugir.”

– Coleção “Estrelas” e espetáculo “O Pequeno Príncipe” dia 7 de dezembro no Espaço Vitória Regia

 

06
dez
13

Jóia Movimento

Image

O ocidente fez do coração a sede dos sentimentos, todas as civilizações tradicionais localizam nele a inteligência e a intuição.

Mas antes de mais nada, o coração, é de fato, o centro vital do ser humano, uma vez responsável pela circulação do sangue. O duplo movimento (sístole e diástole) do coração faz dele ainda o símbolo do duplo movimento de expansão e reabsorção do universo.

– Exposição Movimento. Na It nos dias 7 e 8 de dezembro de 2013

11
nov
13

A Pérola

Sei que é antiquado e que a maioria nem sabe o que é isto, mas sempre que falo de pérolas, sempre que penso em pérolas, me vem a mente a música Diamonds and Perals do Prince (?)…

Mas deixando de lado a música; vamos as pérolas…

A pérola é o símbolo lunar, ligado à água e a mulher. Nascida das águas ou nascida da Lua, encontrada em uma concha,

a pérola é símbolo da feminilidade.

Simboliza a sublimação dos instintos, espiritualização da matéria, a transfiguração dos elementos.

A pérola é rara, pura e preciosa. Pura porque é reputada sem defeito, porque é branca, porque o fato de ser retirada de uma água lodosa ou de uma concha grosseira não a altera.

Mas deixando de lado a simbologia, as pérolas são produtos de moluscos bivalentes, principalmente do tipo ostra. As pérolas são compostas de madrepérola (nácar), que por sua vez, contém, principalmente carbonato de cálcio e uma substância orgânica córnea, que atua como cimentadora dos microcristais que se depositam concentricamente. Tipo, na verdade, acredito que posso dizer que a pérola nada mais é do que uma partícula que foi “atacada” pelo sistema imunológico da pérola (se é que ela tem um).

O tamanho da pérola varia entre o de uma cabeça de alfinete e um ovo de pomba. A maior pérola natural (não que as outras sejam artificiais, com exceção das de plástico. mas digo natural a pérola que foi originada de uma partícula que penetrou na ostra sem a ajuda do homem. Este é o “detalhe” que difere a natual da cultivada) encontrada tem 5 cm de diâmetro; é a Hope.

Hope

Hope

Hoje, é raríssimo e caríssimo pérolas naturais.  Desde o século XX, com o esgotamento e a poluição, se reduziu de forma drástica o fornecimento de pérolas naturais. A crescente demanda por pérolas (se é que alguma vez ela deixou de ser “crescente”…) levou o homem a cultivá-las em grande escala, constituindo mais de 90% do comércio total de pérolas.

Para os que nem imaginam como se dá este cultivo; fazendas!!!!!

Fazenda de pérolas

Fazenda de pérolas

Antes que perguntem; estas pérolas levam de 2 a 3 anos na água  até atingirem de 0,5 mm a 1,0 mm.

E quando falamos em pérolas cultivada, elas podem ser de água salgada ou doce.

 Andrea Crivellari

Andrea Crivellari

Falar de pérolas e não mencionar as tahitianas seria um “sacrilégio”.

Grafite, quase negra, com um brilho que varia do azul ao verde, violeta e dourado, quando o Tahiti foi descoberto pelos ocidentais, a pérola negra já era conhecida na Europa com ” pérola das rainhas”. Belíssima e rara era privilégio de poucos.

Tiffany & Co.

Tiffany & Co.

Nem preciso enfatizar como as pérolas precisam de cuidados especiais…

Lembrem-se sempre que a conchiolina é uma substância orgânica, ela está sujeita a modificações, especialmente se tornar seca. Isto pode levar ao envelhecimento da pérola, limitando sua vida útil. Em média, se estima que uma pérola viva de 100 a 150 anos. Contudo existem pérolas com algumas centenas de anos…

Cuidados apropriados preservam e estendem a vida das pérolas. E secura demasiada também é prejudicial; as pérolas são sensíveis a ácidos, transpiração, cosméticos e spray para cabelos. Isso sem contar que como possuem uma baixa dureza, são facilmente danificadas. Portanto, as use e as guarde de tal maneira que a superfície delas nunca entrem em contato com metais ou outras gemas.

Ah, e antes que eu me esqueça, lá vai uma DeiADica: para que estiver pelo mundo, mais precisamente em Londres, o Victoria and Albert Museum está com uma exposição incrível de pérolas que vai até o dia 19 de janeiro de 2014 (http://www.vam.ac.uk/content/exhibitions/exhibition-pearls/).

Exhibition - Pearls

Exhibition – Pearls

11
out
13

Crianças

Sempre digo que “quando o primeiro bebê do mundo riu pela primeira vez, essa risada se quebrou em mil pedaços que saíram pulando por aí, e foi assim que apareceram as fadas” (J. M. Barrie).

A mais pura verdade, pois hão de concordar comigo que uns dos melhores sons que existe é a risada de uma criança.

Toda inocência e pureza de alguém que olha algo pela primeira vez…

Que diz algo pela primeira vez…

Alguém para qual o mundo pode ser uma aventura fantástica, cheia de seres mágicos e personagens incríveis…

Uma simplicidade.

Uma verdade.

Cheia de bondade.

Andrea Crivellari

Andrea Crivellari

16
set
13

Coração, coração e corações…

Coração, coração e corações

Pode-se dizer que, ultimamente, tenho me fixado em corações. Ou, de repente, seria melhor dizer que (talvez) tenha desenvolvido uma ideia fixa…

Se é verdade que a boca fala do que está cheio o coração, o meu está cheio de corações e como, para alguns, o coração é tido como a sede do amor, bem, não preciso dizer mais nada…

Enfim, de tattoos a jóias, passando por uma infinidade de corações, muitas de minhas coleções, e,  como diria uma canção do The Killers chamada ” the reasons unknown“, pois as desconheço mesmo, sempre foi uma de minhas formas favoritas.

Segundo um Midrash, o coração de pedra do homem deve tornar-se um coração de carne. Pois, os sábios de coração tem o espírito de sabedoria.

Andrea Crivellari

Andrea Crivellari

O coração, é, de fato, o centro vital do ser humano, uma vez que é responsável pela circulação do sangue.

Andrea Crivellari

Andrea Crivellari

Por ele estar no centro, os chineses fazem corresponder ao coração o elemento terra e o número cinco. Mas em razão da sua natureza, porque ele é o sol, atribuem- lhe  também o elemento fogo.

Andrea Crivellari

Andrea Crivellari

Uma curiosidade, ou deveria eu dizer uma questão de bom senso, uma única palavra designa a alma e o coração entre os caraíbas da Venezuela e das Guianas. Entre os tucanos (bacia amazônica),há uma palavra só para coração, alma e pulso. E para os wuitotos (sul da Colômbia), coração, peito, memória e pensamento são a mesma coisa.

Andrea Crivellari

Andrea Crivellari

E para finalizar (por hora), nas tradições modernas, o coração tornou-se um símbolo do amor profano, da caridade enquanto amor divino, da amizade e ada retidão.

Andrea Crivellari

Andrea Crivellari

Ah, estava me esquecendo de dizer que, ultimamente, uma de minhas “jóias corações”  preferidas de Salvador Dalí é The Honeycomb Heart…

Salvador Dalí

Salvador Dalí

S2 <3!!!!!

05
ago
13

Dalí Joies

Poderia fazer deste post  uma redação de férias, afinal estamos começando o mês de agosto e realmente estava de férias em julho…

Neste mês de julho tive o prazer de poder satisfazer um grande desejo meu que era conhecer o Teatre –  Museu Dalí em Figueres na Espanha. Nem preciso dizer que é incrível, o máximo, mais que necessário, indispensável, etc…

Teatre - Museu Dalí

Teatre – Museu Dalí

Mas é mais que indispensável que eu diga que junto com este sonho tinha um bônus; as jóias de Dalí!!!!

Muitos desconhecem este lado de Salvador Dalí…

Artista cubista, dadaísta, simbolista e acima de tudo surrealista, Dalí sempre foi um artista mais que completo…

Salvador Dalí

Salvador Dalí

E um incrível designer de jóias!!

The Corset Ring

The Corset Ring

Ruby Lips

Ruby Lips

The Eye of Time

The Eye of Time

Dalí dizia que seu verdadeiro objetivo era mostrar a arte da joalheria em sua verdadeira perspectiva, onde o design da joalheria de arte, feita à mão, deve estar acima do valor material da jóia.

The Living Flower  (fragmento)

The Living Flower (fragmento)

The Bleedind World

The Bleedind World

The Persitence of Menory

The Persitence of Menory

Sobre design e inspiração…

” Em minhas jóias, como em toda minha arte, eu crio com amor.

Em alguns nota-se um sentido arquitetônico – como em alguns de meus quadros, novamente a lei logarítmica é evidente. Mais uma vez o espírito da inter- relação  do sistema operacional de matéria, de tempo e espaço.” (Dalí – Dalí Jewels)

The Royal Heart

The Royal Heart

” Coração, o que você quer?

Coração,

O que você deseja?”

A mãe de Dalí costumava lhe dizer toda vez que se aproximava. Então para Gala ele repetiu: “- Coração, o que você quer? Coração, o que você deseja?”

E ela respondeu: “- Um coração pulsante de rubis!”

Poderia ficar horas, dias, absolutamente, muito tempo falando sobre Dalí.

Poderia falar sobre minha visita ao Teatro – Museu de Dalí e sobre suas jóias por mais tempo ainda…

Mas vou finalizar com palavras de Dalí :

” Sou um “polimorfo depravado”, inabilitado e anarquista. Todas as minhas dores de consciência são transformada em avidez e toda minha avidez se torna dor de consciência. Tudo me modifica mas nada me muda. Sou mole, covarde e desagradável. Meu espírito descobriria, nos rigores do pensamento espanhol, a forma suprema de meu gênio curioso como agates sanguinários, jesuítico e dendróide. Meus pais me batizaram de Salvador. Assim, como o nome sugere, estou destinado a salvar nada menos do que a pintura do niilismo da arte moderna, e isto, numa época de catástrofes, em um universo medíocre e mecânico onde temos i infortúnio e a honra de viver.

Se eu me voltar para o presente, e apesar de não subestimar aqueles cujo conhecimento especializado é bem superior ao meu, por nada neste mundo eu trocaria minha personalidade com a de qualquer um dos meus contemporâneos.” (Dalí – Dalí)

(fotos tiradas por mim das jóias de Dalí em minha visita ao Teatro- Museu Dalí  Facebook)




Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 328 outros seguidores

@deacrivellari

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.