02
jun
14

Entre mitos e lendas

Para começar de forma filosófica, posso dizer que, para Platão, os mitos, eram uma maneira de traduzir aquilo que pertence à opinião e não à certeza científica. Para mim, os mitos são a dramaturgia da vida social. São uma representação da vida passada dos povos, sua história, com seus heróis e suas façanhas.

E como amo heróis… vamos aos meus preferidos no que se refere aos nossos mitos e lendas…

Iara, para alguns Mãe d’água, é uma lenda de origem indígena, muito comum na Amazônia.

Andrea Crivellari

Andrea Crivellari

Iara é uma sereia. E como toda sereia ela hipnotiza os homens com seu canto e seu olhar. O homens lançam-se nas águas para irem ao seu encontro e de lá não retornam…

E como tudo tem seu lado B, contam os índios da Amazônia (reza a lenda) que Iara era uma linda índia guerreira e os irmãos, com ciúme dela, tentaram mata-la. Iara que ouviu o plano deles, se adiantou… foi punida pelo pai que a atirou no rio Solimões. Onde os peixes que ali estavam a salvaram. Como era noite de lua cheia, foi transformada numa linda sereia.

 

Curupira é uma lenda de origem indígena, Tupi- Guarani, para ser exata.

Andrea Crivellari

Andrea Crivellari

O Curupira é um menino de cabelos vermelhos com os pés virados para trás para, assim, despistar quem quiser segui-lo. Ele cuida dos animais da floresta protegendo- os da devastação causada pelo homem. Tem o poder de ressuscitar os animais que são mortos sem sua permissão.

Reza a lenda que, quando entramos na mata e ouvimos barulhos estranhos…é ele. É tão rápido, que ao passar por nós, mais parece um vento forte. Antes de entrar na mata, posso dizer, que é de “bom tom” levar uma oferenda ao Curupira, assim não nos perderemos na mata.

 

A Mula sem Cabeça,  que, na verdade, possui cabeça.  Mas como  lança fogo pelo nariz e pela boca, sua cabeça fica toda coberta por fumaça…

Andrea Crivellari

Andrea Crivellari

Reza a lenda que, a Mula sem Cabeça, é uma mulher que namorou um padre e foi amaldiçoada (!).

A  partir deste dia, toda a madrugada de quinta para sexta- feira, ela se transforma em Mula sem Cabeça. Nas noites em que ela aparece, é possível escutar seu relincho e seu galope. Parece um cavalo enfurecido. Por isso, não cruze seu caminho, pois ela ataca quem encontra pela frente, comendo seus olhos, dedos e unhas!!!

Anúncios

0 Responses to “Entre mitos e lendas”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 328 outros seguidores

@deacrivellari

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.


%d blogueiros gostam disto: